sábado, 5 de maio de 2018

"Alma Vagueante" de Mário Cláudico vence prémio da Associação Portuguesa de Escritores

A obra “A Alma Vagueante”, da autoria de Mário Cláudio, publicada pela Minotauro, acaba de
vencer, por unanimidade, a 3ª edição do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários, da Associação Portuguesa de Escritores (APE). A “brilhante qualidade” da escrita do autor foi reconhecida pelo júri do galardão, que destacou ainda “o enorme poder de sugestão dos perfis delineados; e a singularidade de serem crónicas sobre personalidades merecedoras de homenagem, enquanto relevantes criadores da cultura portuguesa”.

O júri foi composto por Cândido Oliveira Martins (professor na Universidade Católica Portuguesa), Carina Infante do Carmo (professora da Universidade do Algarve e membro do Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa) e Carlos Albino Guerreiro (jornalista e autor de “O Bando dos Instantes”).

A cerimónia de entrega do galardão, com o valor pecuniário de 10 mil euros, realiza-se no próximo dia 10 de maio, no salão nobre dos Paços do Concelho, em Loulé.
Com prefácio de José Carlos de Vasconcelos cada texto de “A Alma Vagueante” aborda uma figura proeminente da cultura contemporânea portuguesa. Esta obra, do autor vencedor dos prémios Pessoa, Virgílio Ferreira, Fernando Namora e da Associação Portuguesa de Escritores, é composta por 25 crónicas que saíram no jornal Diário de Notícias ao longo dos anos de 2015 e 2016. Conta ainda com a inclusão de duas crónicas inéditas, que resgatam do esquecimento momentos preciosos vividos pelo autor.

Pedro Homem de Mello, David Mourão-Ferreira, Eduardo Prado Coelho, Eugénio de Andrade, José Saramago e Virgílio Ferreira são algumas das figuras de destaque da cultura contemporânea portuguesa que, em contacto pessoal com o autor Mário Cláudio, deram origem às crónicas que integram esta obra, sendo apresentados retratos que eternizam o eco da importância destes mestres da cultura nacional.

As crónicas incluídas em “A Alma Vagueante” são uma janela para memórias que Mário Cláudio partilhou com figuras proeminentes da cultura portuguesa, fundamentalmente do mundo literário, mas também das belas-artes, que, após a sua morte, resistem aos desafios do tempo.

A obra encontra-se à venda pelo PVP de 12,90€.

Sem comentários:

Enviar um comentário