quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Novidade: O Escultor da Morte, de Chris Carter

Sinopse:
Até a obra de arte estar completa, a morte vai ter de esperar.
Quando a enfermeira Melinda Wallis entra no quarto de um paciente a seu cuidado, mal pode imaginar aquilo que vai encontrar.

Derek Nicholson, um importante advogado de Los Angeles, foi brutalmente assassinado. O homicida mutilou os seus membros e construiu com eles uma escultura. Chamado de emergência ao local do crime, o inspetor Robert Hunter não percebe as motivações por detrás de um crime tão hediondo. Especialmente porque Nicholson, que sofria de cancro em fase terminal, já não tinha muitas semanas de vida.

Quando um segundo corpo aparece num barco ancorado na marina de Los Angeles, o mistério adensa-se. Trata-se, agora, de um agente da polícia. E o macabro da cena repete-se, com o corpo decepado a criar uma escultura estranha.

Qual será a ligação entre as duas vítimas? Que significado terá a disposição dos seus corpos? O que estará o assassino a querer dizer?
Um thriller vibrante e misterioso, com surpresas e revelações inesperadas ao virar de cada página.

P.S.: Pai Natal, podes anotar (mais) este na minha lista de pedidos... hehehe

Sobre o autor:
Chris Carter nasceu no Brasil mas cedo se mudou para os Estados Unidos, onde se formou em Psicologia, com especialização em Comportamento Criminal, na Universidade de Michigan.

Foi psicólogo criminal durante vários anos antes de se mudar para Los Angeles e depois para Londres, onde tocou com artistas conhecidos, até que deixou tudo para se tornar escritor a tempo inteiro. Hoje, aplica na escrita a sua experiência de vários anos enquanto psicólogo criminal e já publicou seis volumes da série policial Robert Hunter, todos eles bestsellers internacionais.

Os seus livros já foram traduzidos para 14 línguas e são autênticos êxitos de vendas na Dinamarca e na Alemanha. Neste último país, Chris Carter já vendeu mais de um milhão de exemplares.

Ficha Técnica:
416 pp. | 18,79€

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

As incríveis aventuras da SUPER-MIÚDA

Por gentileza da editora Clube do Autor, o meu pequeno já me ouviu a contar-lhe a história pensada por João Miguel Tavares.

Rita é a personagem principal deste livro e o facto de ter o nome da filha mais nova de João Miguel Tavares não é pura coincidência. Foi ela que inspirou o pai a escrever esta história, cheia de aventuras divertidas e muita imaginação.

As Incríveis Aventuras da Super-Miúda nasceram à mesa da cozinha, em forma de canção, sempre que a Rita dava mais trabalho a comer a papa. É por isso que o pai está tão zangado com ela no início da história. A certa altura, o livro, tal como a Rita, ganhou asas. E transformou-se nisto: uma aventura sobre a necessidade de termos regras e aceitarmos os nossos limites.

Inclui CD grátis cantado por Samuel Úria - que, por acaso, ainda não foi ouvido cá em casa.

O Henrique adorou a história e as ilustrações (a cargo de Luis Levy Lima), e imediatamente pediu-me para ir à escolinha dele para ler aos colegas. E adivinhem: já está tudo acertado com a educadora e vou lá em janeiro, depois das festividades do Natal.


domingo, 10 de dezembro de 2017

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Conceição Duarte, a Devoradora de Livros

8 de dezembro de 1953: nasceria aquela que se tornou na minha mãe, mas que morreu poucos meses antes de completar 64 anos.

Hoje, o meu post é dedicado à minha mãe. Se hoje, este blogue existe, a ela o devo. Foi a paixão pelos livros que a minha mãe tinha, que herdei bem cedo. Aprendi, também cedo, as primeiras letras e cada vez me embrenhei mais na leitura (e, mais tarde, na escrita!).

Lembro-me das estantes cheias de livros. Livros do Brasil - Coleção Dois Mundos - era o que mais abundava. Lembro-me daquele logotipozinho nas lombadas e dos livros pela casa, ora no quarto dos meus pais, ora na mesinha da sala-de-estar. As visitas do vendedor do Clube de Leitores eram recebidas com entusiasmo.

Lembro-me de, nos primeiros anos da minha adolescência, querer comprar-lhe um livro pelos anos. De rodear as estantes da livraria em frente à escola e não levar nenhum porque os títulos ali, já ela os tinha a todos.

Lembro-me das minhas primeiras coleções de livros que ela me ia comprando à medida que ia podendo: Uma Aventura, O Clube das Chaves, Triângulo Jota - já na altura demonstrava uma apetência pelos livros policiais. Mas, aquela coleção que mais amei - porque já ela, na minha idade, a tinha amado - foi a coleção Condessa de Ségur. Li e reli Os Desastres de Sofia até à exaustão.

É... digo, era fácil, falar de livros com ela. Muitas das sugestões que aqui postei ao longo destes anos eram "intercâmbios" entre nós as duas.

E agora isto. Ficam as memórias.

Ultimamente, ela andava entusiasmada com José Rodrigues dos Santos. Comprou todos os livros - ou quase todos - do jornalista. Um dos livros por terminar, que ficou na mesa de cabeceira dela... era dele. José Rodrigues dos Santos, se me estás a ouvir, ela não chegou a comprar o último livro da trilogia Lótus. Mas aceito-o, como prenda, ao menos para completar o legado que ela me deixou!


quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Novidade: CONGO - Um Mundo Esquecido (volume I), de Henrique Gandum

Mais uma sugestão para este Natal.

‘CONGO - Um Mundo Esquecido’ é um livro de Banda-Desenhada, da autoria de Henrique Gandum (narrativa e desenho), sobre portugueses no Congo, que nos leva por uma viagem inesperada e perigosa pelo desconhecido em pleno continente africano em finais do século XIX.

Desenvolvido no decorrer de mais de dois anos, ‘CONGO - Um Mundo Esquecido’ é o primeiro livro de uma saga que nos irá revelar lendas e mitos com base em relatos reais da época contados por exploradores de vários países, entre os quais portugueses. 

Sinopse: 
Congo, 1880. Uma expedição portuguesa à região mais inexplorada da África central rapidamente corre mal. Afonso Ferreira, explorador de renome, e os seus homens, deparam-se com a morte impiedosa de um dos membros do grupo. E embrenhados na imensidão da mais inóspita selva africana lutam pela vida, enquanto criaturas primitivas e vorazes os aguardam nas sombras... 

A apresentação decorreu ontem, 5 de dezembro, com o apoio do espaço cultural/restaurante "Velha Gaiteira", na Rua das Pedras Negras, em Lisboa.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Novidade: Também os Brancos Sabem Dançar, de Kalaf Epalanga

Também os Brancos Sabem Dançar é o título do primeiro romance do músico e escritor Kalaf Epalanga 

A sessão de apresentação decorrerá no dia 6 de dezembro (quarta-feira), às 18h30, no São Luiz Teatro Municipal e contará com a participação de Cláudia Semedo, Cristina Roldão e Nástio Mosquito.

Sobre o Livro:
O músico e escritor Kalaf Epalanga, membro da banda Buraca Som Sistema, dirige-se de autocarro da cidade sueca de Gotemburgo para Oslo, a capital da Noruega, onde vai actuar nessa noite no festival OYA.

Como não tem um passaporte válido para mostrar é detido por tentativa de imigração ilegal e conduzido à esquadra da polícia para interrogatório. Aflito perante a iminência de perder o concerto, interroga-se: como vou explicar a estes polícias noruegueses que, apesar do meu aspecto pouco comum por estas paragens não sou mais que um pacífico músico angolano em digressão? Conseguirei explicar-lhes quem são os Buraca Som Sistema? Falo-lhes da cena musical de Lisboa? De como nasceu o Kuduro num musseque de Luanda? Eles irão perceber? Esta é a história deste extraordinário e surpreendente livro de Kalaf Epalanga.

Trata-se na realidade de uma obra de auto-ficção, cultivada por tantos escritores europeus mas relativamente rara entre nós. E o mundo que nos mostra – de Luanda a Kristiansund, de Beirute ao Rio de Janeiro, sem esquecer a sua amada Lisboa – é uma autêntica revelação.

Sobre o autor: 
Kalaf Epalanga nasceu em Benguela, Angola, em 1978. Também os Brancos Sabem Dançar é o seu primeiro romance. Publicou os livros de crónicas, O Angolano Que Comprou Lisboa (Por Metade do Preço) e Estórias de Amor para Meninos de Cor. Foi cronista do jornal Público e Rede Angola. Escreve para a GQ Portugal e é membro da banda Buraka Som Sistema. Atualmente vive e trabalha entre Lisboa e Berlim.

Ficha do Livro: 
Editorial Caminho
375 páginas 
21,90€

domingo, 3 de dezembro de 2017

sábado, 2 de dezembro de 2017

Sugestão: promoções de Natal da Fundação Francisco Manuel dos Santos

A Fundação Francisco Manuel dos Santos (fundada por Alexandre Soares dos Santos e família) veio trazer uma lufada de ar à área da publicação de ensaios e grandes reportagens (entre outros géneros) que ainda não tinham conquistado a sua fatia no mercado, ou que passavam despercebidos.

Em qualquer Pingo Doce, encontramos aqueles livrinhos com temas mais ou menos cativantes, na nossa perspetiva. Os valores, normalmente, são bastante simpáticos.

MAS... (rufos de tambores, por favor!!), a Fundação escolheu cerca de 152 destas publicações e aplicou-lhes um desconto natalício de 50%, na loja do site (creio que nas lojas físicas este desconto não se aplica).

Já estive a espreitar e vi cerca de... ó Deus... 25 destes livros que me iriam fazer feliz. Sim, uns 25. Já estive a fazer contas... à volta de 42€. ONDE é que os vos pôr???? ONDE???

Link: https://www.ffms.pt/loja/promocoes?&utm_source=facebook&utm_medium=cpc&utm_campaign=FFMS+-+Tr%C3%A1fego+Website


sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Sugestões de Natal: para aqueles que têm um dom na ponta dos dedos, e que cozinham como ninguém

O Mundo de Maria, de Maria Manuel Bernardino


Sinopse:

O livro de receitas simples e fáceis da jovem vencedora do MasterChef Júnior: para miúdos e graúdos se divertirem na cozinha.

Este livro é sobre diversão à volta da cozinha. Para miúdos e graúdos, contém as receitas da jovem Maria, a grande vencedora do MasterChef Júnior, divididas por ocasiões e celebrações. Seja a festa do pijama, um piquenique ou um jantar a dois. Há também snacks para levar de viagem, para acampar, receitas para o dia da desgraça, um capítulo só de bolos e por aí fora. Algumas foram apresentadas no programa televisivo da TVI, outras foram criadas para o livro.

Inventar e ser criativa, na cozinha como na vida, é o lema de Maria que, com 14 anos, acredita no talento, mas mais ainda no trabalho e convida todos os que queiram como ela aventurar-se na cozinha.

O Mundo de Maria não é apenas um livro de receitas, incluindo também dicas para maquilhagem e cabelos, já que a moda é outra das paixões da autora.

Sobre a autora:
Maria Manuel Bernardino nasceu em Bragança, em 2003, e vive em Alfândega da Fé, em Gouveia. Desde muito cedo que gostava de ver os pais e as irmãs mais velhas de volta da cozinha e aos cindo anos já pedia à mãe para ajudar. Nascia assim esta sua vocação pela culinária.
Além da cozinha e da comida, Maria é também apaixonada por moda, maquilhagem e penteados. Gosta de fazer desporto e já praticou futebol e atletismo. faz teatro e dança e a sua paixão pela televisão e pelas câmaras levou-a a arriscar concorrer ao primeiro MasterChef Júnior em Portugal, onde chegou, viu e venceu, não só pelos dotes culinários, mas também pela alegria, criatividade, simpatis e persistência que a movem e levam a perseguir os seus sonhos.

O Mundo de Maria é uma edição Oficina do Livro - 224pp | 16,60€

***


Amor com Travo Agridoce, de Pippa James


Sinopse:
Um coração conquista-se com comida deliciosa, uma língua afiada e renda provocante! A sonhadora Daisy Delaney é especialista em lingerie e tem um dom para a doçaria, mas não percebe como acabou por ficar sozinha e completamente falida. Farta da sua vida desinteressante, decide procurar a sua verdadeira vocação.

Michel Amiel é um chef francês tão genial quanto arrogante. Conheceu a fama cedo, mas com os escândalos em que se mete, a sua carreira já viu melhores dias. Principalmente agora, que as vendas dos seus livros estão a cair a pique com a chegada de uma tal Lucy Lovecake e do seu Fantasias Francesas — um livro que envolve não só receitas, mas também dicas amorosas e sugestões de lingerie para apimentar a relação.

A forte ligação que Michel e Daisy têm com a cozinha leva a que os seus caminhos se cruzem. E embora saiba que Michel a tira do sério, Daisy admite que o charme dele é como a sua comida: impossível de resistir!

Mas quanto mais Daisy se envolve na vida do chef francês, mais difícil será admitir-lhe a verdade. Sim, porque Daisy é também Lucy Lovecake! E assim, estão reunidos todos os ingredientes para o desastre!

Sobre Pippa James:
Pippa James, mais conhecida por Janey Louise Jones, é a autora da coleção bestseller A Princesa Poppy, que já vendeu mais de cinco milhões de livros em todo o mundo.
Em Portugal, a coleção já ultrapassou os 638 mil exemplares publicados, com diversos títulos a somar novas edições.
Tomando o desafio de escrever para o público adulto, Pippa James combinou a sua paixão pela comida, moda e cultura francesas.
Amor com Travo Agridoce é uma edição Topseller - 320 pp.| 17,69€

***


Isto Não É Um Livro de Receitas, de Nelson Nunes


Um ano depois do sucesso de Com o Humor não Se Brinca, onde Nelson Nunes reuniu, num só livro, os grandes nomes do humor em Portugal, as atenções viram-se agora para a cozinha.

Sinopse:
São 12 os chefs que nos abrem as portas das suas cozinhas e das suas vidas, em conversas francas e abertas, revelando práticas, segredos e preferências.
Susana Felicidade, Rui Paula, José Avillez, Henrique Sá Pessoa, Marlene Vieira, Vítor Sobral e tantos outros chefs levam-nos até ao fascinante mundo da gastronomia que se pratica em Portugal, revelando as suas técnicas, preferências e rivalidades.

Repleto de histórias pessoais sobre o percurso e o pensamento dos grandes chefs portugueses, este livro desvenda as bases fundamentais para a criação gastronómica e aborda com total clareza o processo de criação de um prato de autor.

Através de conversas com os chefs, Nelson Nunes dá-nos a conhecer as suas carreiras — o momento da descoberta, a aprendizagem, os mentores, os grandes êxitos — e revela tudo o que pensam sobre a alta cozinha e de como alcançar — e manter — uma estrela Michelin. 

Sobre o autor: 
Diz-se que Nelson Nunes é jornalista e escritor, embora o próprio tenha uma certa resistência em aceitar tão gloriosos e dignos epítetos. Mas vá, aceitemos o facto, até porque o escritor já tem obra publicada (Quando a Bola não Entra, ed. Ideia-Fixa, 2015, e Com o Humor Não se Brinca, ed. Vogais, 2016) e fez muito trabalho de reportagem ao longo dos últimos dez anos em media tão variados como Focus, Nova Gente ou Rádio Renascença. Também trabalhou como investigador científico na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, mas essa fase da sua vida foi demasiado circunspecta e só se repetirá sob condições muito especiais.
Atualmente, dizem que tem ideias brilhantes na agência de storytelling True Stories, embora esse testemunho lhe pareça claramente exagerado.

Isto Não É Um Livro de Receitas é uma edição Vogais - 352 pp | 16,59€ 

***


Manual de Cozinha Asiática, de Paulo Morais


Paulo Morais é consensualmente reconhecido como o pioneiro da cozinha asiática em Portugal. Conhecido pelo seu estilo sofisticado e personalidade discreta, foi o primeiro sushichefe português e revela uma vontade incessante de experimentar e inovar, tendo deixado a sua marca inconfundível em restaurantes como o Midori, a Bica do Sapato ou o Umai.

Neste livro, Paulo Morais leva-nos numa intensa e colorida viagem de sabores pelo Sudoeste da Ásia – pelo Vietname, Tailândia, Camboja, Laos, Myanmar, Malásia, Indonésia, Singapura e Filipinas.

Menos conhecidas do que as gastronomias chinesa ou japonesa, são igualmente ricas, diversificadas e saudáveis. Ao longo de dezenas de receitas de peixe, carne, vegetais, massas, entre outras, Paulo Morais ensina-nos a confecionar os melhores pratos de cada um destes países. Desde o célebre Pad Thai tailandês ao não menos famoso Pho do Vietname, passando pelo Nasi Lemak, da Malásia, e pelo Mee Goreng, da Indonésia.

Uma viagem a não perder.

Manual de Cozinha Asiática é uma edição Esfera dos Livros - 256 pp | 25,00€

***


A Nova Dieta dos 31 Dias, de Ágata Roquette


“Para tornar a sua dieta ainda mais fácil, apresento dicas, menus semanais e mais de 50 novas receitas para que consiga perder peso sem grandes sacrifícios, sem passar fome e com resultados visíveis”

Há cinco anos, Ágata Roquette revolucionou o mercado editorial na área da alimentação e dietas com A Dieta dos 31 Dias.

Depois de 230 mil exemplares vendidos, a nutricionista traz agora A Nova Dieta dos 31 Dias.

Este novo livro surge em consequência das muitas alterações no mundo da nutrição e é uma mudança natural na dieta. A base mantém-se: o pão ao pequeno-almoço, o dia da asneira uma vez por semana, durante o qual pode comer aquilo que desejar, a perda de 3 a 5 quilos, se for mulher, e 5 a 8, se for homem, a proibição dos hidratos de carbono durante 31 dias, mas foram adicionados novos alimentos como quinoa, óleo de coco, sementes de chia ou tapioca e introduzida a permissão para comer desde o início da dieta, uma peça de fruta e uma dose de frutos secos por dia, que ajuda a acalmar a ansiedade. Com estas alterações foram retirados outros que a autora percebeu não serem os mais indicados.

A Nova Dieta dos 31 Dias é uma edição Esfera dos Livros - 224 pp | 17,00€

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Novidade: O Silêncio das Filhas, de Jennie Melamed

Sou uma fácil, no que aos livros diz respeito! Mostrem-me uma frase bonita dita por alguém influente a dizer bem, e meto na minha lista. Se eu comprasse todos os livros que me apetece... neste momento, estaria a viver na rua. 

Caiu-me nas mãos a informação deste: O Silêncio das Filhas, de Jennie Melamed. E o que tem este livro de especial?? Basta ler o seguinte: 

«Uma obra que partilha o mesmo ADN de Nunca me Deixes, de Kazuo Ishiguro, e de The Handmaid's Tale, de Margaret Atwood.» - New York Times Book Review

«Uma estreia assustadora e confiante… Uma distopia provocante e de leitura compulsiva sobre um patriarcado fora do controlo — o ideal para o aguentar até à próxima temporada de The Handmaid’s Tale.» - People

Tal como disse antes: fácil. Bastou ter uma referência (duas, neste caso) ao Handmaid's Tale, o último livro que li, e já estou a babar.

Sinopse:
Basta uma pergunta inocente. E nada será igual para estas raparigas.
Vanessa, Amanda, Caitlin e Janey vivem numa ilha. Não sabem em que região do mundo nem em que ano estão, mas aprenderam que a vida lá é uma bênção comparada à das temidas Terras Devastadas — onde reina a doença e a podridão. Aquele era um lugar tão negro que os seus dez antepassados decidiram debandar e fundar uma nova sociedade com novas regras.

Neste mundo, as mulheres e as suas filhas levam uma vida austera e controlada pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Apenas no verão, e enquanto crianças, é que elas são livres. Assim que a puberdade desperta, tornam-se esposas em treino nas mãos dos pais, dos maridos e dos seus governantes. Logo que deixam de ser úteis, são imediatamente descartadas, segundo os rituais da ilha.

Todas as mulheres cumprem as regras. Até que um dia, a pequena Caitlin assiste a algo tão chocante que não consegue guardar silêncio sobre o que sente. Ela conta às outras. A palavra espalha-se. A redoma quebra-se. E então, uma pergunta paira-lhes na cabeça: será o destino delas assim tão inevitável?

Sobre a autora:
Jennie Melamed, norte-americana, é autora e enfermeira psiquiátrica. Durante o seu doutoramento, investigou os aspetos antropológicos, biológicos e culturais do abuso de crianças.

O Silêncio das Filhas é uma edição Topseller (368 pp. | 18,79€) e as primeiras páginas estão disponíveis para leitura imediata aqui.