segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Os Nove Magníficos, de Helena Sacadura Cabral

No início de outubro, tinha dado um cheirinho (aqui) de Os Nove Magníficos, de Helena Sacadura Cabral. 

Felizmente, tive a oportunidade de ler este livro, graças à editora Clube do Autor, e tive acesso a uma obra que dá um novo ar às "estórias" por trás da História de nove dos 35 Reis portugueses. 
A autora assinou um pequeno "Antes de começar..." onde explica algumas razões pelas quais elegeu D. Afonso Henriques, D. Dinis, D. João I, D. João II, D. Manuel I, D. João IV, D. José I, D. João VI e D. Carlos para figurarem nas páginas seguintes, e não outros. 

"O que me moveu antes, e o que me levou, depois, a escrever mais este foi, outra vez, o prazer de descobrir quem foram as pessoas que se esconderam por detrás das personagens que a vida encarregou de colocar, ao longo dos século, como governantes da nossa gente"

"Muitos terão, mesmo, mostrado alguma crueldade aos olhos de quem vive no século XXI. Mas todos, ou quase todos, tiveram um projeto de engradecimento para o reino, uma ideia para Portugal, pela qual lutaram denodadamente"

Os Nove Magníficos é um livro, onde em cerca de 270 páginas (exclui a introdução e as notas, fontes e bibliografia), Helena Sacadura Cabral nos apresenta pequenas biografias dos Reis que enumerei acima, com algumas curiosidades, num estilo próprio, e onde não se coíbe de dar "um dedinho" pessoal.

Por exemplo, nas páginas dedicadas a D.Afonso Henriques, lemos: "Se a progenitora não terá sido um exemplo de comportamento moral - e porque haveria de o ser? - , também não terá sido a mulher de costumes depravados que os seus opositores tentaram fazer dela. Não restarão muitas dúvidas de que D. Teresa seria uma personalidade forte, ambiciosa e convicta (...)" e continua. 

Gostei, portanto, do tom descontraído e despretencioso que a autora - que já leva uns quantos anos de experiência nestas lides - empregou. 

É um título a reter, meus queridos leitores. Não se esqueçam que o Natal está à porta e haverá muito boa gente a quem este livro cai que nem uma luva. 

Cada biografia é antecedida de um "retrato" do "visado"


Um detalhe que amei... uma mãe é e será sempre uma mãe! 


Sem comentários:

Enviar um comentário