segunda-feira, 28 de abril de 2014

O Despertar da Magia - volume II de II

Neste volume, houve alguns grandes momentos.

Passemos ao 1.º:
A batalha em Porto Real. Stannis tenta chegar a Porto Real e reclamar o seu trono. Tyrion prevendo este ataque já havia traçado os seus planos, mas que não foram suficientes. Mas, no último instante, quando tudo parecia já ter sido perdido, Twin Lannister aparece e salva o dia, e assume o seu lugar de Mão do Rei, que estava "emprestado" a Tyrion por tempo indefinido.
Muitos "urras" aos heróis, e Tyrion (o verdadeiro e grande obreiro da defesa do rei), perdeu parte do rosto na batalha, é empurrado para um quartinho miserável, e esquecido.

2.º
Sansa vê-se preterida: os Tyrell, que após a morte de Renly, se juntaram-se aos Lannister, ofereceram a bela Margaery (anteriormente, noiva de Renly) para casar com Joffrey, e efectivar a aliança entre as duas famílias.
Mas, diz (o ex-Sor) Dontos a Sansa:
"A rainha nunca vos deixará partir, nunca (...). E Joffrey... querida, ele ainda é o rei. Se vos quiser na sua cama, ter-vos-á, só que agora serão bastardos que vos plantará no ventre e não filhos legítimos".

3.º
Winterfell caiu. Theon Greyjoy foi vencido por Ramsay Snow (bastardo da casa Bolton). Por aquilo que já se viu na série sobre este personagem, quer-me parecer que as maldades dele ainda agora começaram.
Os herdeiros de Robb - Bran e Rickon - são separados para que haja assim uma esperança para a Casa Stark. Bran segue caminho com os irmãos Jojen e Meera, e Hodor, enquanto que Osha leva Rickon para um lugar seguro.

4.º
Arya foge de Harrenhal. Afinal a ideia de "entregar" a fortaleza aos nortenho não foi assim tão boa ideia. A jovem Stark pega nos amigos e foge antes de começar a dar demasiado nas vistas, e que alguém a reconheça.

5.º Jon, a mando de Meia-Mão, junta-se aos selvagens para descobrir quais são os planos de Mance Ryder, de forma a conseguir informar a Patrulha de como agir.

Sem comentários:

Enviar um comentário