sexta-feira, 11 de abril de 2014

Novidade Tinta-da-China

Mi Buenos Aires querido, descrita por Ernesto Schoo

"Frente ao desafio de escrever sobre a complexa cidade de hoje, e a impossibilidade de abarcar Buenos Aires na sua densa malha urbana, vislumbrei uma única escolha possível: referir-me à “minha” cidade, o espaço delimitado onde decorreu a minha já longa vida. Ao reler-me, no final desta deambulação totalmente subjectiva pelas ruas, pelos lugares e pelos edifícios que me são familiares, deixo o alerta para os limites, talvez estreitos, das minhas andanças portenhas. (...) Quero ser fiel aos cenários que conheço em vez de fingir uma cidadania ecuménica, essa espécie de condição absoluta de portenho a que aspiram imaginariamente alguns vates antiquados."

A tradução ficou a cargo do jornalista Carlos Vaz Marques e o prefácio tem a assinatura de Carlos Quevedo.

Sobre o autor:
Ernesto Schoo (Buenos Aires, 1925-2013) foi jornalista, bolseiro da Fundação Guggenheim, director artístico do Teatro San Martín. Figura incontornável da cultura do século XX na Argentina, foi também tradutor e escreveu vários romances, um livro de contos, um ensaio e um livro de memórias. «Mi Buenos Aires Querido» é o primeiro livro do autor publicado em Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário