quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Livrinhos para que vos quero

Podem lançar-me pedregulhos, fazer-me esperas, furar-me os pneus ou riscar-me o carro... merecerei todas essas coisinhas, porque estou há demasiado tempo sem actualizar as minhas leituras.

Recentemente, fiz O Negócio: comprei por 4 EUROS, dois livros do Luís Miguel Rocha (autor do A Mentira Sagrada e o primeiro autor português a entrar para o top do New York Times). Estão na lista de espera para serem lidos.

Há dias, terminei o livro "A Herdeira" (também conhecido por: O Preço do Poder ou O Jogo da Vida) de Sidney Sheldon. O livro conta a história de várias gerações da família McGregor, que ergueu seu império com os diamantes da África do Sul, chegando até a personagem principal, Kate Blackwell, uma mulher disposta a tudo para vencer.

Hoje mesmo, fechei a última página de "A Mulher Dividida", do mesmo autor, que conta a história de Ashley Patterson, uma mulher comum, acusada de cometer uma série de assassinatos dos quais ela não tem consciência, mesmo com evidências concretas de sua participação nas cenas dos crimes.
Depois de várias acusações formais, ela é presa e passa por momentos difíceis para provar sua inocência. O pai, um médico reputado, contrata um advogado para defender Ashley. Este, com a ajuda de especialistas, consegue identificar que ela é portadora do distúrbio de personalidade múltipla, não sendo por isso culpada pelos crimes de que é acusada.
Depois de absolvida, Ashley é encaminhada para um hospital psiquiátrico e passa anos internada para combater o distúrbio.

Ao mesmo tempo, estou prestes a terminar "O Ano da Morte de Ricardo Reis", de José Saramago. Trata-se de um romance escrito em 1984 por José Saramago, cujo protagonista é o heterónimo Ricardo Reis de Fernando Pessoa. O personagem regressa a Lisboa em 1936, após uma ausência de 16 anos no Brasil, e aí se instala observando e testemunhando o desenrolar de um ano trágico, através do qual o leitor é um espectador do clima em que o fascismo se afirma.

Enfim... parada não estou, mas o tempo não chega para tudo e se leio, não posso escrever!!

Boas leituras!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário