quinta-feira, 26 de abril de 2012

Kane & Abel, de Jeffrey Archer

Terminei há instantes a obra "Kane & Abel", do britânico Jeffrey Archer. Este livro conta a história de dois homens, empresários e influentes, e da batalha que travam ao longo de décadas.

Abel é polaco e é encontrado (ainda recém-nascido) num bosque, ao lado da mãe morta. Depois de passar seus primeiros anos com uma família de caçadores muito pobres, vai viver no castelo do Barão Rosnovski, que fica impressionado com a inteligência do menino (após a morte do Barão, ficamos a saber que o pequeno Wladik é filho dele). De uma origem completamente oposta, William Kane nasceu nos Estados Unidos e é o herdeiro de uma família de banqueiros, rica e importante. Aparentemente, nada liga estes dois... apenas a coincidência de terem nascido no mesmo dia.

Abel imigra para os Estados Unidos, onde acaba por se tornar proprietário de uma rede de hotéis. Enquanto isso, William Kane herda a fortuna do pai e assume a presidência do banco da família, lutando com todas as armas para transformá-lo em uma das mais importantes instituições financeiras do país.

Quando um mal-entendido os faz começarem a odiar-se, apesar dos seus caminhos se cruzarem mais do que uma vez, e para além de, a cada página, querermos que eles se sentem, conversem e desfaçam todos os entrelaços mal explicados ao longo de anos... isso não acontece!

Trata-se de um livro intrigante e apaixonante, tendo em conta os apontamentos históricos que surgem em cada "esquina". Por exemplo: Abel consegue sobreviver às atrocidades da 1.ª Guerra Mundial; o pai de William morre no desastre do Titanic; ambos, oferecem-se como voluntários na 2.ª Guerra Mundial; o crash da Bolsa de Wall Street em 1929 que quase afunda William... etc etc etc.

Alguém tem (e que me empreste) a sequela "A Filha Pródiga"?

Sem comentários:

Enviar um comentário