quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

«As nove plantas do desejo»

Margot Berwin fez-me literalmente devorar este livro, praticamente numa noite. Comecei a lê-lo e só o pousei quando cheguei à última página.

Um enredo curioso, envolvente e místico conta-nos a história de uma publicitária, Lila que decide comprar uma planta tropical num mercado perto do local para onde se mudou após o divórcio.

A compra desta planta ira mudar a sua vida de forma irreversível através do contacto com personagens com um cariz místico que a levarão à selva do Iucatão, no México em busca de nove plantas tropicais que de acordo com lendas possuem características únicas e especiais, e que em conjunto permitirão ao seu possuidor ter tudo o que deseja na vida.

Três personagens masculinas irão cruzar a sua vida e terão diferentes papeis na busca da sua identidade, que se irá revelando ao longo da narrativa num frenesim algo alucinado.

«As nove plantas do desejo», fazem-nos mergulhar num ambiente hipnotizante, envolvente e exótico, carregado de um erotismo latente que nos levará a descobrir um mundo botânico fascinante e bem fundamentado.

É um livro estranho, meio louco e de alguma forma alucinante, com alguns lugares comuns mas perfeitamente viciante e de alguma forma, saboroso e intrigante. Uma leitura leve, sem grandes pretensões mas imensamente agradável como contraponto a um outro tipo de literatura mais séria, mais pesada e intensa como será o próximo livro que vos trarei.

Uma história diferente que no estilo romance light é uma leitura agradável.

As nove plantas são:

Gloxínio - A mítica planta do amor à primeira vista.
Zâmia - A planta da imortalidade, sobrevive desde o período jurássico.
Cacau - A árvore da vida e da fortuna.
Dama-da-noite - Símbolo da fertilidade e da procriação.
Canábis sinsemilla - A planta da sexualidade feminina.
Lírio-do-brejo - Vitalidade. Numa emergência, esta planta pode substituir a digital como medicação para um problema de coração.
Mandrágora - A planta da magia.
Chicória - A planta da liberdade. Proporciona invisibilidade a quem se atrever ingerir a sua seiva amarga e leitosa.
Datura - A planta que causa visões e sonhos do futuro.


A décima. A planta da paixão, que não tem nome e que é a surpresa final…

Sem comentários:

Enviar um comentário