terça-feira, 28 de setembro de 2010

O Fantasma de Canterville

Querem um conselho (gratuito) de amiga?! Leiam 'O Fantasma de Canterville', de Oscar Wilde. É um conto pequenito, mas de chorar a rir.

Sir Simon Canterville, um nobre inglês, está morto há mais de trezentos anos e, em todo esse tempo, aterroriza as gerações de Cantervilles que passam pela mansão da família. A histórica (e assombrada) moradia é comprada por um casal de americanos, os Otis, que, com os seus quatro filhos, aí vão habitar.

Contudo, estará o fantasma habituado aos hábitos americanos?! A resposta é não. Habituado que estava a sentir um gosto especial em horrorizar as pessoas - em casos extremos, provocar-lhes sustos que levem à loucura ou à morte - Sir Simon vê-se subitamente a ser humilhado pelos Otis que, simplesmente, não lhe passam cartão algum, chegando os gémeos Otis a usá-lo como alvo preferencial nas suas brincadeiras.

Apenas Virginia Otis - a jovem filha - é capaz de fazer algo para ajudar Sir Simon Canterville. Um conto de meia dúzia de páginas capaz de arrancar algumas (e boas gargalhadas).

Sem comentários:

Enviar um comentário