quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Segundo volume de A Guerra dos Tronos

Imagem retirada daqui
Vou tentar não desvendar muito do livro, receando que alguns de vós ainda não tenham visto a série. É que esta segue (quase) tão fielmente os livros que até dói.

Antes de mais, vou esclarecer: a minha edição é dividida em 2 volumes. Ou seja, ao invés de ter 5 livros Crónicas de Gelo e Fogo, tenho 10 volumes, em formato livro de bolso.
Terminei o 2.º volume do 1.º livro - o que corresponde (mais ou menos) até aos primeiros episódios da 1.ª temporada da série. Que confusão hehehe. Na minha cabeça, soava bem mais explícito.

Nesta 2.ª parte, os Stark e os Lannister já não escondem a antipatia que sentem uns pelos outros. Ned Stark entrou em desacordo com o Rei Robert ( que ainda não morreu!) e demite-se das funções de Mão do Rei. Ao mesmo tempo, a esposa mantém Tyrion Lannister (o anão) como refém e pretende que este seja julgado pelo ataque falhado ao filho Bran. Catelyn Stark pensa que o anão foi o responsável pela situação do jovem Bran. Chega a Ninho da Águia, território do qual a sua irmã Lysa é senhora.
Jaime Lannister orquestra um ataque a Ned Stark e mata alguns dos seus guardas.

No outro lado, Dani Targaryen conquista Khal Drogo, a quem fora "vendida" pelo irmão e fica grávida. O irmão que pretende obter, com este negócio, cavaleiros às ordens de Drogo está cada vez mais insuportável e ameaça, constantemente, a Princesa com o "despertar do Dragão".

Cheira a guerra, e os machados já silvam. O Inverno está a chegar.

Sem comentários:

Enviar um comentário