quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Repórter X

De acordo com a Wikipédia, Repórter X era o pseudónimo de Reinaldo Ferreira que, além de jornalista, era também cronista, romancista, poeta e dramaturgo... entre outras actividades.

O livro que andei a ler era um conjunto de testemunhos de pessoas e amigos que cruzaram na vida deste homem, descrito muitas vezes como genial e um dos melhores jornalistas que Portugal viu nascer na primeira metade do século XX.

O livro - emprestado - era velhinho e o nome era apenas aquele que Reinaldo Ferreira havia escolhido. Em linguagem de início de século, vários amigos deste homem mostraram o que Reinaldo havia significado para eles, contaram episódios (como aquele em que Reinaldo, aos 13 anos, escreveu para uma revista francesa e a direcção desta pensando que se tratava de um jornalista conceituado começou a enviar-lhe exemplares...)

Profissionalmente, passou por jornais como A Capital, O Século, O Primeiro de Janeiro, entre outros.

Apesar de estar meio adoentada e deste simples post estar, por demais, fraquinho, acho que vale a pena conhecer o Repórter X, mais não seja pela sua faceta de escritor de literatura policial.

Sem comentários:

Enviar um comentário