terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Amar um Desconhecido, de Harold Robbins

Desde o dia em que nasceu, Frankie nunca teve muita sorte. A mãe que morreu no parto, era desconhecida na grande cidade... por isso, Frankie foi entregue num orfanato, onde teve de aprender a sobreviver.

Nos anos 50, a vida não era simples. E para conseguir algum dinheiro, Frankie, desde muito cedo, começou a fazer pequenos trabalhos para um gangster local.

Já na adolescência, mesmo com um grupo de amigos leais, apareceu a família da mãe. Um tio, uma tia, duas primas... tudo o que Frankie mais desejava. Até que, por força das circunstâncias, se viu afastado desta família que tanto o amava.

E aí, a vida de Frankie sofre nova reviravolta. Depois de andar algum tempo "pelas ruas da amargura", reencontra um velho companheiro que o introduz no mundo (nada legal) das apostas de jogo. E aí faz vida... e os anos passam.

Milionário e sem problemas, Frankie volta a reencontrar os seus verdadeiros amigos de infância e... mais não digo.

Li este livro, tão rápido quanto possível (a gravidez dá-me sono!) e gostei muito. Se o "apanharem" na estante de uma tia, não percam a oportunidade de o ler (porque encontá-lo à venda deve ser muito difícil).

Sem comentários:

Enviar um comentário