segunda-feira, 13 de agosto de 2012

O Véu Pintado, de Somerset Maugham

"Kitty sente-se prisioneira de um casamento infeliz e de um estilo de vida que está longe de ser aquele com que sempre sonhou. Sem que tivesse obtido a notoriedade social que desejava e afastada do seu país e da família devido à profissão do marido – bacteriologista destacado para Hong Kong –, a jovem acaba por encontrar algum consolo numa relação extraconjugal. Mas a traição acaba por ser descoberta pelo marido, que leva a cabo uma estranha e terrível vingança…

Em O Véu Pintado, Somerset Maugham faz, através da história do acordar espiritual da adorável e fútil Kitty Fane, uma extraordinária caracterização da presença britânica na China e apresenta-nos, como é seu apanágio, uma admirável galeria de personagens. "

(resumo retirado daqui - Site Edições Asa)

Já tinha ouvido falar tanto do livro, como do filme, mas confesso que agora que o li, perdi a vontade de ver a última versão (com Naomi Watts e Edward Norton).

Kitty é uma jovem pateta e fútil, encantada pela sua própria beleza. Até à altura em que a irmã mais nova casa, enquanto que Kitty continua a recusar pretendentes atrás de pretendentes.

Quase em desespero de causa, aceita casar - sem amor - com Walter, um jovem bacteriologista... a partir daqui, abrem-se todas as janelas para que um desastre aconteça.

Sem comentários:

Enviar um comentário