sexta-feira, 24 de junho de 2011

Não contes a ninguém, de Karen Rose

Mary Grace sofre no hospital com dores. No meio do sofrimento, ouve a voz do marido Rob. Ele segreda-lhe que, para a próxima vez, a mata.

Caroline tem um segredo; à excepção de Dana e, do seu próprio filho, Tom, ninguém sequer desconfia.

Mary Grace e Caroline são a mesma pessoa. Depois de conseguir fugir a um marido violento, Mary assume uma nova identidade e uma nova vida. E durante 7 anos consegue levar uma vida relativamente normal e calma, sem sobressaltos de maior, até ao dia em que a polícia retira o seu carro do fundo de um rio e Rob consegue descobrir onde estão a mulher e o filho.

Crime, suspense (algum terror também, devo acrescentar) e um romance são alguns dos ingredientes desta história que prende a atenção desde o início e nos faz ficar fãs de Mary Grace / Caroline.

Este deve ser, provavelmente, o 4.º livro desta autora que leio. Agora que acrescentei um mini motor de busca ao blogue, façam o favor de pesquisar as restantes 3 "críticas", bem como a identidade da senhora, espalhados algures no éter do "Capa Mole e Companhia".

Sem comentários:

Enviar um comentário