quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

A viagem do elefante

"Sempre chegamos ao sítio aonde nos esperam."

Livro dos itinerários




"Em meados do século XVI o rei D. João III oferece a seu primo, o arquiduque Maximiliano da Áustria, genro do imperador Carlos V, um elefante indiano que há dois anos se encontra em Belém, vindo da Índia.
Do facto histórico que foi essa oferta não abundam os testemunhos. Mas há alguns. Com base nesses escassos elementos, e sobretudo com uma poderosa imaginação de ficcionista que já nos deu obras-primas como Memorial do Convento ou O Ano da Morte de Ricardo Reis, José Saramago coloca agora nas mãos dos leitores esta obra excepcional que é a Viagem do Elefante.
Neste livro, escrito em condições de saúde muito precárias não sabemos o que mais admirar - o estilo pessoal do autor exercido ao nível das suas melhores obras; uma combinação de personagens reais e inventadas que nos faz viver simultaneamente na realidade e na ficção; um olhar sobre a humanidade em que a ironia e o sarcasmo, marcas da lucidez implacável do autor, se combinam com a compaixão solidária com que o autor observa as fraquezas humanas.
Escrita dez anos após a atribuição do Prémio Nobel, A Viagem do Elefante mostra-nos um Saramago em todo o seu esplendor literário."
---
Confesso que nunca fui muito amiga dos livros de Saramago.
Adorei ler o O Ano da Morte de Ricardo Reis.
Detestei ler o Envagelho segundo Jesus Cristo (mas também tinha 16 anos).
Gostei do Ensaio sobre a Cegueira (prendeu-me até ao fim).
Tenho algumas expectativas com esta Viagem...já que o próprio autor disse ( e eu ouvi mas não me lembro onde) que havia muito humor neste livro.
---
A ver vamos...
SmS

6 comentários:

  1. Até digo mais... ele comparou este ao 'Intermitências da Morte', e é divertidíssimo :)

    Estou com as expectativas nos píncaros ;)

    ResponderEliminar
  2. Eu vou pegar nele e dp só pr ser pecadora...cou cortar-te esses píncaros

    eheheh

    ResponderEliminar
  3. é muito bom. gostei muito como todos os livros dele :)

    ResponderEliminar
  4. O facto de n ter maiusculas já me tá a fazer aquela ligeira impressão...mas já me ri bastante com a viagem do paquiderme
    :)

    ResponderEliminar
  5. PÁREMMMM

    Não quero saber nada... lálálálálá

    ResponderEliminar
  6. Paramos sim...mas nada de intimidações..que eu não gosto :)

    ResponderEliminar