segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Venenos de Deus, Remédios do Diabo

Mia Couto nasceu na cidade da Beira, Moçambique. Depois de um início de carreira na área do jornalismo, consagrou-se à literatura. As suas obras, dotadas de um estilo original, encontram-se já traduzidas em várias línguas: holandês, sueco, norueguês, italiano, francês e espanhol. Mia Couto dedica-se também ao teatro e à biologia.
--
Venenos de Deus, Remédios do Diabo

"O jovem médico português Sidónio Rosa, perdido de amores pela mulata moçambicana Deolinda, que conheceu em Lisboa num congresso médico, deslocou-se como cooperante para Moçambique em busca da sua amada. Em Vila Cacimba, onde encontra os pais dela, espera pacientemente que ela regresse do estágio que está a frequentar algures. Mas regressará ela algum dia? Entretanto vão-se-lhe revelando, por entre a névoa que a cobre, os segredos e mistérios, as histórias não contadas de Vila Cacimba – a família dos Sozinhos, Munda e Bartolomeu, o velho marinheiro, o administrador, Suacelência e a sua Esposinha, a Misteriosa mensageira do vestido cinzento espalhando as flores do esquecimento."
--
Ainda estou a saborear esta leitura de capa mole...mas as personagens cativam e muito...
SmS

4 comentários:

  1. Eu saboreei o livro...mas agora que já o li...ficam-me as expressões caricatas...uma realidade diferente...uma sensação de..."tenho mmo que fazer a mha viagem de sonho"...o beijo de mulata...mas pouco mais
    :)

    ResponderEliminar
  2. viagem de sonho a Moçambique?

    cuidado... os sonhos na nossa cabeça depois nunca correspondem bem à realidade...

    eu conheço Moçambique

    ResponderEliminar
  3. Eu sei disso...mas conhecer alguns países de África..incluindo missão humanitária é 1 dos meus sonhos
    :)

    ResponderEliminar