sábado, 10 de novembro de 2012

Piranhas, de Harold Robbins

É vergonhoso o tempo que passou desde a última vez que aqui foi escrita uma linha que fosse. A verdade é que, com a gravidez, aproveito todos os minutinhos para me esticar um pouco e passar "pelas brasas". As únicas coisas que tenho lido - com uma atenção relativa - são revistas: não têm um fio condutor, posso andar semanas com elas atrás sem perder a concentração, etc... - um poço sem fundo de vantagens.

Ando a ler um livro há mais de um mês e acho que não passei das primeiras páginas... sad, but true!

Mas, tentando contrariar este meu estado de letargia literária, obriguei-me recentemente a terminar um livro: Piranhas, de Harold Robbins.

Trata-se de uma obra de 1986 (thanks, Wikipedia!) e que segue um pouco a vida de Jed Stevens, um jovem meio-judeu, meio-siciliano, que a determinada altura tem de escolher entre a carreira e a família.

Como se depreende, um familiar directo de Jed é um Padrinho, sendo que o jovem Stevens tenta - a todo o custo - afastar-se daquilo que é o negócio de família, à semelhança daquilo que o seu próprio pai fez!

É um livro bastante interessante.Leiam-no se o apanharem, embora acredite que não é fácil de encontrar num escaparate. Este foi emprestado e já tinha uma idadezinha recomendável.

Sem comentários:

Enviar um comentário