sexta-feira, 29 de abril de 2011

Brumas de Avalon

Comecei a reler (pela 4.ª ou 5.ª vez), o obra 'As Brumas de Avalon'... fascinou-me desde o dia em que li o primeiro livro.

Como todos sabem, 'As Brumas de Avalon' são descritas sob a perspectiva da Mulher, no tempo do Rei Arthur e da famosa Excalibur. A personagem principal e sobre a qual gira a história é Morgaine, filha de Igraine e irmã mais velha de Arthur, é uma sacerdotisa da Ilha Sagrada de Avalon, educada para suceder a Viviana, a Grã-Sacerdotisa.

No tempo da História (que passa gerações, descrevendo cerca de 70 anos, mais ou menos), o Cristianismo começa a ganhar uma importância cada vez maior em detrimento da Religião Antiga, e podemos também "assistir" de camarote ao nascimento dos Cavaleiros da Távola Redonda.

Sempre que leio estes livros, fico sempre com a sensação que este é o verdadeiro retrato da História e que tudo isto foi verdade. Marion Zimmer Bradley excedeu-se e criou algo que perdurará. Estes são aqueles livros que sempre me acompanham... e estão, sem sombra de dúvida, no topo das minhas preferências.

3 comentários:

  1. ´se me perguntarem quais os livros da minha vida respondo sem pensar que as Brumas de Avalon são um deles. Magistral.
    Nuno Chaves

    ResponderEliminar
  2. Não sei se já leste mais alguma obra dela. Eu gostei muito do «Presságio de Fogo», uma visão da guerra de Tróia, ou «As Mulheres da Casa do Tigre». Acho que também irias gostar.

    ResponderEliminar
  3. NCLivros, tenho exactamente a mesma opinião :))

    Djinn, só li mesmo 'As Brumas'. Mas vou registar essas sugestões :)

    ResponderEliminar