quinta-feira, 31 de maio de 2012

A Casuarina, de Somerset Maugham

A Casuarina;
Antes da festa;
O paquete do Oriente;
O posto avançado;
A força das circunstâncias;
Atavismo;
A carta

e Post-Scriptum.

São estes os títulos dos contos que integram "A Casuarina" do britânico Somerset Maugham que terminei há instantes. Todos os contos decorrem no Oriente e são uma excelente maneira de passar as horas de almoço: em poucos minutos lemos uma pequena peça de muito boa literatura e... amanhã temos outra. 

domingo, 27 de maio de 2012

Os Pilares da Terra, volume II, de Ken Follet

William Hamleight continua tão pérfido como no volume I. A sua sede de vingança continua bem acesa contra todos aqueles que por uma razão, ou outra, não se vergam aos seus intentos.

Aliena, o seu irmão Richard, Tom Pedreiro, Ellen e Jack, bem como o pior Phillip estão-lhe atravessados na garganta... Como ousam serem felizes? Como ousa Richard em reclamar o título de conde de Shiring? A sua vontade em terminar com esse cenário é mais que muita, mesmo que para isso seja necessário matar... várias vezes.

A construção da catedral continua. As obras mostram-se mais e mais avançadas e a pequena localidade de Kingsbridge mais e mais próspera... até que William volta a interferir.

O livro "Os Pilares da Terra" é, sem sombra de dúvida, um dos livros melhor escritos que alguma vez li. As personagens (extremamente bem construídas e descritas) são fascinantes, com todos os seus defeitos e virtudes, a fundamentação histórica é excelente... um livros 5 estrelas.

Agora vou tratar de ver a série... promete!

(Nota: uma das melhores decisões da minha vida foi ter esperado pela Feira do Livro para comprar este livro. Em vez de 25 euros, custou pouco mais de 17 euros. OH YEAHH!!!)

quinta-feira, 24 de maio de 2012

O Agente Britânico, de Somerset Maugham

Terminei recentemente o livro "O Agente Britânico", deste escritor inglês. Esta obra tem uma particularidade: trata-se de um conjunto de contos que têm um único personagem principal,  Ashenden, escritor inglês que é espião em "part-time".

O que assistimos no livro é Ashenden a fazer aquilo que compete a espiões: conseguir informações que, depois, transmite ao seu superior. Baiscamente, cada capítulo é uma missão que se podem ler independentemente.

As histórias são baseadas na experiência do próprio Somerset Maugham, que foi agente durante a 1.ª Guerra Mundial.

sábado, 12 de maio de 2012

O Advogado do Diabo, de Morris West

Será Giacomo Nerone um santo? É isso que Meredith Blaise é encarregado de descobrir. Blaise é um homem da Igreja (a quem foi diagnosticado um cancro, e um tempo de vida mínimo)  e foi-lhe confiada a tarefa de partir de Roma para uma pequena aldeia italiana, recolher testemunhos que possam comprovar (ou não) a santidade de Nerone.

Vários outros personagens cruzam o seu caminho, e todos eles representam um pilar na construção de um melhor Meredith Blaise, até ao dia da sua morte.

Este livro foi-me recomendado pelo meu excelso companheiro, e excelentemente recomendado. Li-o de uma fiada. Trata-se de um romance muito bem escrito. Grande parte da sua história gira em torno da descoberta da Fé e das verdades desta mesma Fé, da construção de um caminho...

Gostei muito e entra na minha lista de recomendações.

(a edição que li é do Círculo de Leitores, de meados de 1992; a capa que aqui posto é meramente ilustrativa e não corresponde àquela que tive nas mãos)

terça-feira, 8 de maio de 2012

Pecados Conjugais, de Irving Wallace

Philip Fleming, um argumentista razoavelmente bem-sucedido e casado há 10 anos, nunca fora infiel a Helen. Até ao dia em que conhece Peggy Degen. A partir desse momento, tudo no mundo deixa de fazer sentido, excepto o desejo que sente por essa mulher.

É um romance. Ponto final. Não se pode inventar muito sobre os romances, a não ser que uma obra-prima magistral. É engraçado, lê-se bem, tem partes em que o leitor pode ter dois pensamentos: 1 - "Isto vai correr mal!" ou 2 - "Pá, deixa de ser burro, e deixa essa fulana em paz e sossego!".

Adianto já que, no final, o Philip fica com a esposa, a amante casa com outro homem e que fica tudo cor-de-rosa e feliz. Mas curiosamente, nem por um único segundo "torci" para que Philip e a lindíssima mulher por quem ele se apaixona [fica obcecado, é uma expressão melhor!] ficassem juntos. Não achei que houvesse química. Nunca ia resultar. Tal como este livro, que acaba por se resumir a um romance perfeitamente normal.